Câmara

26 de Junho-Dia Nacional de Combate às Drogas

O consumo de drogas tem se mostrado um dos mais complexos e inquietantes fenômenos de nossos tempos, exigindo que o governo e a sociedade partilhem a responsabilidade na busca de alternativas que levem à sua melhor compreensão e abordagem.

A Política Nacional sobre Drogas (PNAD), definida pelo Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas (Conad), em 2005, prevê responsabilidade compartilhada entre União, estados, municípios e a sociedade brasileira. A União tem por dever, por meio do Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (SISNAD), articular, integrar, organizar e coordenar as políticas de prevenção, atenção, tratamento e reinserção social de usuários e dependentes de substâncias psicoativas. Estados e municípios são os executores dessas políticas.

O governo federal possui o programa Crack, É Possível Vencer, estruturado em três eixos: prevenção, cuidado e autoridade. Todas as ações do programa envolvem a pactuação com estados e municípios.

As comunidades terapêuticas oferecem acolhimento exclusivamente voluntário a dependentes de drogas em vulnerabilidade social. O projeto terapêutico deve estar estruturado em ambiente residencial com vistas à formação de vínculos e desenvolvimento pessoal, incentivando a convivência entre os pares.

A fiscalização é feita diretamente pela Senad, pelos órgãos estaduais de gestão da política sobre drogas, conselhos estaduais e municipais e demais órgãos de controle social.

O nosso município aderiu ao Programa Crack,é possível vencer.Agora precisamos colocar em funcionamento mais essa ferramenta para que possamos avançar nas políticas de combate às drogas e de ajuda ao usuário e às suas famílias.

O Ligue 132 é um serviço do programa “Crack, é possível vencer”, financiado pelo Governo Federal, que tem como objetivo prevenir o uso de drogas no país. É uma parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e AMTEPA. O serviço atende de forma sigilosa e anônima 24 horas por dia, incluindo feriados e finais de semana.

Fiscalizar e ajudar no combate às drogas é tarefa difícil mas necessária.

Essa tarefa é do Município,é minha, é sua. É de toda sociedade.

Juntos somos mais fortes.

“Todos nós temos a responsabilidade de promover a implementação integral da Plataforma de Ação de Pequim, porque cada vez que uma mulher ou uma menina é retida pela violência ou discriminação, toda a humanidade sai perdendo.”

Phumzile Mlambo-Ngcuka, Diretora Executiva da ONU Mulheres