Geral

Nesta quarta-feira (09), após a sessão ordinária, os vereadores participaram de uma Sessão Festiva pelo Dia das Mães, data celebrada no domingo dia 13 de maio. Com poesia, música, reflexão e entrega de honrarias, o plenário acolheu as homenageadas dos legisladores de Campos.

Encerrando os trabalhos ordinários, o presidente Marcão Gomes (PR), anunciou o início da sessão festiva. “Peço a todos que não se retirem, pois vamos começar uma sessão festiva da Comissão dos Direitos da Mulher em virtude do Dia das Mães. Vou convidar para presidir essa sessão a presidente da Comissão, vereadora Joilza Rangel (PSD)”.

“Gostaria de fazer um agradecimento ao presidente desta casa que permitiu que pudéssemos realizar essa sessão e se esforçou pra isso juntamente conosco da comissão, que também conta com a vereadora Josiane Morumbi (PRP) e o vereador Silvinho Martins (PRP). Quero agradecer a todos os presentes aqui e a cada um que contribuiu para que esta sessão acontecesse”, disse Joilza.

Em seguida a professora Ana Raquel Souza, representante da Coordenação de Leitura da secretaria Municipal de Educação e Cultura, leu uma poesia sobre o Amor de Mãe. Abrindo as homenagens, o vereador Genásio (PSC) realizou uma homenagem à sua mãe Nadir Genásio de Souza e o vereador Álvaro Oliveira (SD) homenageou Regina Célia Martins de Souza.

A presidente da Comissão lembrou a coincidência das datas deste dia 13 de maio. “É impossível não ressaltar essas duas datas. Este ano temos o Dia das Mães no mesmo dia em que celebramos os 130 anos da Abolição da Escravidão no Brasil, como lembrou muito bem durante a sessão ordinária, a nossa Lúcia Talabi – superintendente da Igualdade Racial. Esse será mais um dia de reflexão, quando percebemos que muito ainda precisamos avançar para que não tenhamos tanta desigualdade e medo por parte das mulheres no nosso país”, disse Joilza Rangel antes da apresentação musical feita por Rosângela Azevedo e Marcos Potchan.

Voltando às homenagens, Joilza homenageou Maria das Dores Simão, Marcos Bacellar (PDT) homenageou Ana Beatriz Bacellar Arêas, Abdu Neme (PR) homenageou Maria de Lourdes Freitas, Cabo Alonsimar (PTC) homenageou Juliana Campos Miranda, Lúcia Talabi recebeu uma homenagem das mãos dos vereadores da Comissão dos Direitos da Mulher, Thiago Ferrugem (PR) homenageou Romilda dos Santos Silva, Abu (PPS) homenageou Genilcéa Souza da Hora Azevedo, Thiago Godoy (PR) homenageou Bianca Inojosa, Neném (PTB) homenageou Maria da Penha dos Prazeres, Fred Machado (PPS) homenageou Raquel de Oliveira Ferraz, Pastor Vanderly homenageou Lenilce Oliveira de Mello, Cláudio Andrade homenageou Thereza Maria Alves Andrade e Enock Amaral homenageou Débora Matos.

Como membro da Comissão, a vereadora Josiane falou aos presentes. “É com muita alegria que estou aqui ao lado da Joilza e do Silvinho para realizar essa sessão. Falar de mãe após tantas belas palavras faladas por todos aqui fica até meio difícil, mas nunca é demais ressaltar este amor maior e incondicional. E como minha homenageada eu escolhi uma pessoa que está ao meu lado pra tudo em minha vida, Conceição Maria Andrade Vasconcellos Abreu”.

Também membro da Comissão de Direitos da Mulher, Silvinho se disse orgulhoso de participar dos trabalhos ao lado das vereadoras Joilza e Josiane. “É uma honra participar desta comissão. Hoje gostaria de dizer que sou filho de uma mãe de 15 filhos, a Dona Penha, que todos conhecem. Uma pessoa incrível, que nos criou sozinha após ficar viúva muito cedo, sendo mãe e pai pra todos nós. Aqui hoje homenageio minha irmã que é de sangue e de caminhada, a Maria Parecida de Oliveira Martins”, disse.

Marcão leu o poema “Querida Mamãe”, de José Guilherme Filho. “Com este poema eu lembro aqui a minha mãe e a minha esposa, ambas nos assistindo agora, mas gostaria de homenagear uma mulher que é um pouco mãe de cada um de nós aqui da Câmara. Uma mãe que em breve será avó, uma pessoa a quem tenho muito carinho, que por muitas vezes me chama de filho, a nossa dona Rose – Rose Batista Paes. Com essa homenagem eu reverencio a todas as mães do nosso município”, concluiu.

*Por Vivianne Chagas - Ascom Câmara Campos