Sidebar

Menu Principal

22
Seg, Abr

 

Legislativo

A Câmara de Vereadores de Campos realizou a primeira sessão ordinária de 2018 nesta terça-feira (20), após o fim do recesso legislativo previsto no Regimento Interno. Os vereadores aprovaram 33 processos de Indicação Simples e 15 de Requerimento. A Câmara também recebeu um Projeto de Lei para o combate à fome, de autoria do presidente Marcão Gomes (Rede).

Iniciando a sessão, foram justificadas as ausências dos vereadores Jorginho Virgílio (PRP) e Fred Machado (PPS), que estão afastados por motivos de saúde. Após os destaques, o Projeto de Lei número 0002/2018, que dispõe sobre a criação do Plano Municipal de Combate à Fome, iniciou tramitação. O objeto será analisado pelas comissões temáticas e deve ser debatido em plenário nas próximas sessões ordinárias.

“Trouxemos à pauta do dia o projeto de minha autoria, criando recursos para que as famílias carentes tenham minimamente uma cesta básica para sustento, sem onerar o orçamento público. O projeto agora será encaminhado à Comissão de Constituição, Legislação, Justiça e Redação Final”, explicou o presidente Marcão Gomes. 

Antes de encerrar a sessão, o vereador Genásio (PSC) solicitou exposição de motivo pessoal para esclarecer informações divulgadas na imprensa a respeito do prefeito Rafael Diniz. “A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro defende que seja mantida a decisão da 99ª Zona Eleitoral, que absolveu o prefeito da cidade, Rafael Diniz (PPS), a vice, Conceição Sant'Anna, e outros 13 réus das acusações de abuso de poder econômico, compra de votos e abuso dos meios de comunicação nas eleições de 2016”, disse.

*Por Lohaynne Gregório - Ascom Câmara Campos