Sidebar

05
Dom, Abr

 

Legislativo

A Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes realizou duas sessões ordinárias nesta terça-feira (03), quando foram aprovados três projetos em turno único de discussão. Também foram aprovados 14 processos de Requerimentos e apresentados 58 processos de Indicações Simples.

Iniciando a sessão, foi convidada a explanar Rosa Maria Moreira, que palestrou sobre sobre intolerância religiosa. “A gente fica achando que não existe intolerância, porque muitas vezes ela é de forma velada. Mas, ultimamente, ela tem sido vista de uma forma mais contundente, inclusive de forma até violenta”, disse.

A convidada falou sobre a composição da sociedade brasileira e das características do povo brasileiro. “A intolerância está no desrespeito da forma do outro de ser diferente. Na questão religiosa, está em não aceitar a crença daquele que não pensa como você”, afirmou.

Entre os requerimentos, foi aprovado o regime de urgência na tramitação dos projetos de Lei 0159/2019, 0204/2019 e 0209/2019.

Objetos para tramitação

Nesta terça-feira, iniciou tramitação o Projeto de Lei número 0217/2019, do vereador Cláudio Andrade (DC), que denomina Rua Doutor José Silveira Baptista; e o Projeto de Lei número 0218/2019, do vereador Igor Pereira (PSB), que dispõe sobre a obrigatoriedade de publicação na internet de informações sobre os plantões médicos nas unidades públicas de saúde, inclusive conveniadas.

Turno único e redação final

O Projeto de Lei número 0159/2019, do vereador Cabo Alonsimar (PTC), que institui no calendário oficial de eventos do município de Campos dos Goytacazes o “Dia Municipal do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional”, foi aprovado em turno único e redação final.

Também foram aprovados o Projeto de Lei nº 0209/2019, do vereador Cláudio Andrade (DC), que denomina Rua Doutor Manoel Ney Feitoza; eo Projeto de Lei nº 0204/2019, do vereador Jorginho Virgílio (Patriota), que denomina Rua Décio da Cunha Leão.

*Por Ascom Câmara Campos